5 razões para ter um blog

É indiscutível a importância que os blogs têm atualmente para a comunicação empresarial e para o marketing digital, sendo uma das ferramentas críticas na primeira etapa do inbound marketing (ser encontrado – converter tráfego em leads e leads em clientes – avaliar e melhorar continuamente).

O blog tornou-se uma plataforma extremamente popular que ensina, fornece inputs valiosos e permite uma relação próxima e interativa com quem escreve. Por outro lado, o seu crescimento está relacionado com a maior facilidade e rapidez na pesquisa e no acesso à informação online (vs impressa), bem como com a confiança e a credibilidade associadas a quem escreve, que normalmente é especialista e “praticante” dos temas que aborda e por isso é-lhe reconhecida “autoridade” e relevância de opinião.

Só isto já justifica o investimento de uma empresa na criação e atualização contínua de um blog corporativo relacionado com a sua área de atuação. Mas há mais:

  • Aumento do tráfego para o website: cada novo artigo criado é mais uma página indexada aos motores de pesquisa (daí a importância do blog ser a extensão do endereço web da empresa e idealmente estar integrado no seu backoffice) e uma oportunidade de subir no ranking de resultados para palavras-chave relacionadas com o seu negócio. A empresa tem assim maiores probabilidades de ser encontrada pelo target – mais tráfego e potenciais clientes para o negócio.
  • Demonstração inequívoca do know-how e experiência: artigos bem escritos (título apelativo, parágrafos curtos, claros e diretos, bullets e imagens) e educativos (nunca comerciais e promocionais – esses ficam para as notícias e páginas do website) demonstram o expertise da empresa naquilo que são as suas valências, repercutindo uma imagem de valor e credibilidade para o target, a conquista da sua confiança e um crescente interesse pela empresa. Por exemplo, se é uma tecnológica focada em soluções de Business Intelligence, não vai falar sobre a sua oferta e sobre a empresa em si, mas sim de melhores práticas e resposta às principais questões, dúvidas e preocupações do target nesta área. Ao revelar o seu expertise está a demonstrar a capacidade de implementar aquilo que advoga.
  • Identificação e geração de leads: incluir no blog Call-to-Actions (imagens/botões/texto) adaptados ao target que o direcionam para landing pages com formulários (por exemplo para inscrição em eventos, download de eBooks, acesso a serviços grátis), convidam a subscrever o blog, incentivam a seguir nas redes sociais e permitem qualificá-lo e fazê-lo evoluir no funil comercial.
  • Maior interação e reforço de relações: os comentários permitem trocar opiniões, conhecer pontos de vista diferentes, esclarecer dúvidas e encaminhar para outro tipo de informação relevante, conquistando a confiança e reforçando o compromisso.
  • Expansão da visibilidade e do alcance da empresa: a integração com as redes sociais permite e incentiva a partilha dos artigos com a rede de contactos dos leitores e a potencial atração de novos visitantes que se poderão transformar em futuros leads/clientes (chegar onde ainda não chegou).

 

A promoção do blog deverá passar pela colocação de cada novo artigo nas redes sociais da empresa, pela inserção de um menu/banner no website, pela inclusão em diretórios de blogs, pela introdução de um ícone na assinatura de email utilizada por toda a equipa, pela introdução do endereço em todas as redes sociais onde a empresa está presente, pela divulgação na newsletter corporativa e pela indicação pessoal em reuniões, eventos e outras iniciativas (convidar a visitar e a subscrever).

Finalmente, é necessário avaliar continuamente os resultados (trata-se de um investimento a médio/longo prazo e que exige muita dedicação) e fazer os ajustes necessários. Aqui incluem-se as visitas, as partilhas, os links a partir de outros websites, as subscrições, os leads e, claro, os clientes gerados a partir do blog.

 

Os Blogs Tecnológicos

Afastando-nos um pouco dos blogs corporativos, ou seja, criados pelas próprias empresas, podemos ainda destacar a importância destas plataformas de comunicação na área de TI, os chamados blogs tecnológicos. Estes sites informativos e explicativos funcionam como um meio de comunicação social que disponibiliza notícias e novidades sobre o setor, testes, guias, tutoriais, ensaios, e opiniões sobre produtos/soluções/serviços.

Quem atua nesta área não pode deixar de incluí-los na sua estratégia de Relações Públicas/Assessoria de Imprensa, focando-se numa abordagem integrada e personalizada com estes influenciadores, tendo em conta a mudança de paradigma por parte do leitor, que é cada vez mais exigente e criterioso relativamente ao consumo informativo e publicitário. Alguns exemplos que sugerimos acompanhar e comunicar: Xá das 5, Pplware, Leak, iTech, Multimédia com Todos e Aberto até de Madrugada.

Qual a vossa experiência com blogs e com bloggers? Consideram uma mais-valia? O que falta para avançarem?

Gostou deste Artigo? Partilhe!

[social_share style=”bar” align=”horizontal” heading_align=”inline” facebook=”1″ twitter=”1″ google_plus=”1″ linkedin=”1″ pinterest=”0″ /]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

Publicar Comentário