Dicas para escrever artigos de opinião

7 dicas para escrever Artigos de Opinião

Escrever artigos de opinião demonstra conhecimento, competências e experiência em determinada área e funciona como ótimo complemento a outras formas de interação com jornalistas, como o press release, a entrevista ou a participação em cadernos especiais. Além disso, todos os meios de comunicação social têm um espaço dedicado a este tipo de escrita e estão ávidos por conteúdo de qualidade e de alto valor para os seus leitores.

De facto o artigo de opinião tem uma credibilidade acrescida, pois baseia-se na partilha de boas práticas, pontos de vista e análises sobre determinada temática, sem qualquer cariz comercial – mas ao estar assinado por um profissional de uma empresa subentende-se que naquela empresa é assim que se trabalha, que existe expertise valioso sobre a matéria e a mensagem que fica é altamente positiva.

No entanto, deve respeitar algumas regras/diretrizes para escrever artigos de opinião de forma eficaz:
  1. Escolha um tema e um título atrativos. Existe sempre tempo e espaço para um tema atraente e a primeira impressão está no título. Use a criatividade e chame a atenção, em primeiro lugar do jornalista (para publicar o artigo) e em segundo lugar do leitor (é para este que o artigo é escrito e tem mesmo de se sentir tentado a lê-lo). Tenha em atenção que o artigo deve estar relacionado com temas atuais e tendências, que despertem o interesse do target.
  2. Defina o seu argumento. Como o nome indica, o texto deve conter uma opinião estruturada. Se não está entusiasmado com o tema ou não o domina, deve escolher outro.
  3. Sustente a sua opinião. Artigos de opinião fortes são construídos com base em factos válidos, reais, key-numbers, ou seja, dados que sustentam o seu argumento e não apenas o seu ponto de vista. Fundamente a sua opinião. Pode eventualmente utilizar citações de experts no tema e relatórios/estudos independentes para basear os seus argumentos.
  4. Não referencie a sua empresa. Artigos de opinião não devem referenciar a empresa do autor para não tornar o texto comercial. Ao assinar o artigo como colaborador da empresa X, e escrever sobre determinado tema, é porque é aquilo que a empresa defende e pratica. Está assim a divulgar as boas práticas da sua empresa de forma indireta, subtil e credível.
  5. Seja curto e conciso. Cada meio de comunicação social é diferente, mas a maioria solicita um artigo de opinião até 3.500 caracteres (incluindo espaços). Utilize frases e parágrafos curtos. Exponha a sua opinião de forma prática, percetível e sucinta.
  6. Adeque a sua linguagem ao leitor. Evite a utilização de voz passiva e jargão técnico. O leitor quer ficar informado sobre determinado tema e não inundado num mar de dúvidas.
  7. Conclua confirmando a ideia principal. Retome a ideia inicial e termine o artigo comprovando essa mesma ideia.

Em conclusão, escrever artigos de opinião que tornem os leitores mais ricos em conhecimento (nunca comerciais e promocionais) demonstra o expertise do autor (e por consequência da empresa onde trabalha e pela qual assina o artigo) naquilo que são as suas valências, repercutindo uma imagem de valor e credibilidade para o target, a conquista da sua confiança e crescente interesse pela empresa. Por exemplo, se trabalha numa empresa de Tecnologias de Informação focada em Business Intelligence, não falará sobre a sua oferta e sobre a empresa em si, mas sim de melhores práticas, factos interessantes e resposta às principais questões, dúvidas e preocupações do target nesta área. Ao revelar o seu expertise está a demonstrar a capacidade de implementar aquilo que expõe e defende.


Gostou deste Artigo? Partilhe!

[social_share style=”bar” align=”horizontal” heading_align=”inline” facebook=”1″ twitter=”1″ google_plus=”1″ linkedin=”1″ pinterest=”1″ /]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

Publicar Comentário