tecnologia a favor do marketing

A tecnologia a favor do Marketing e das vendas

Há muito que se fala sobre a ascensão do marketing digital e sobre os avanços e tendências da tecnologia do século XXI. Mas afinal, como é que a tecnologia tem vindo a trabalhar a favor do Marketing e das Vendas?

Tanto os profissionais, como os utilizadores, ou mesmo os Clientes, estão a atravessar constantes mudanças na forma como vivem e como realizam as suas rotinas. As empresas cada vez mais procuram a diferenciação e os Clientes a comodidade, o que significa que há uma procura por  curar suas dores e responder às suas necessidades de forma prática, ágil e económica.

A ascensão do Marketing digital

Se antes o Marketing se sentia confortável no outbound, com a tecnologia, surge o inbound , como algo moderno mas principalmente com a exigência de rever processos e métodos das empresas.

Odiado por uns e amado por outros, o conhecido como “Avô da publicidade” – P. T. Barnum – já disseminava há muito, fundamentos do Marketing, da inovação e dos negócios como conhecemos hoje. Um excelente exemplo disso, é o livro “The art of money getting” do próprio Barnum.

Embora o conceito de Marketing como o conhecemos hoje tenha tido origem por volta de 1900, a sua função vem dos primórdios da civilização humana, assim, há muito que já existe o reconhecimento de necessidades e de lacunas, sejam elas correspondentes a desejos básicos e sociais, nas diversas civilizações. Os romanos que o digam, já que a palavra Marketing vem do latim “mercare”, termo usado para as atividades de comercialização na Roma antiga.

Com toda esta evolução na era digital, a tecnologia foi evoluindo a passos largos na nossa sociedade; sendo que esta, por si só, não é suficiente precisando assim de dados para analisar e apresentar resultados. Resultados esses que são valiosíssimos e podem vir a ser usados tanto na conversão em vendas como na experiência do Cliente. É premente uma união, ou melhor um alinhamento de objetivos, ações e propósitos em prol das empresas e dos seus Clientes.

Os dispositivos móveis, são por exemplo uma das principais formas de acesso à internet e às aplicações. O uso desta, representa atualmente – segundo a ANACOM – 7,2 milhões de utilizadores de internet móvel em Portugal e a tendência é que continue a haver um aumento considerável devido ao estilo de vida da sociedades.

Exemplos óbvios das oportunidades que o avanço tecnológico trouxe para o Marketing foi o uso do SEO, publicidade paga, e-mail marketing, disseminação de conteúdos, blogs , landing Pages, redes sociais etc…

Por exemplo, através de um SEO corretamente configurado conseguimos excelentes posições nos mecanismos de busca, como o Google. Quanto maior forem os números de acessos, maiores serão as possibilidades das taxas de conversão em venda aumentarem. O que demonstra no mesmo espaço a oportunidade de desenvolvimento de uma landing page para captação de e-mail, como forma de  estreitar o relacionamento com os Clientes, a oferta de uma melhor experiência de compra, bem como a conversão em novas vendas.

Novas tecnologias, como a captação de leads de entrada e saída, aumentam consideravelmente as possibilidades de alcançar Clientes novos e manter os já conquistados.

Outra das vantagens das tecnologias , foi o surgimento das redes sociais. Estas não só geram excelentes filtros de opinião para as marcas, como também deixam claro a preferência e o comportamento do consumidor, através de plataformas como o Facebook Audience Insight, por exemplo ,que oferece uma gama de ferramentas de análise da concorrência e um leque de oportunidades para anúncios pagos devidamente segmentados adaptado à necessidade de cada negócio.

A Tecnologia a favor do Marketing

Observando a linha cronológica das “evoluções tech” ao longos dos últimos 500 anos, muitas mudanças levaram décadas para serem alteradas – quem se lembra do telefone com fios, do rádio ou de não haver telecomando para mudar de canal na televisão. Atualmente? Leva apenas algumas horas.

Em 1450, Johannes Gutenberg deu vida à impressora mecânica móvel mudando a direção da imprensa e do jornalismo mundial, juntamente com os primórdios do Marketing como conhecemos hoje. Em 1867 os outdoors tiveram a sua vez, seguidos da explosão das rádios em meados de 1920 a 1950, no contexto das grandes guerras.

A televisão trabalhou juntamente com o rádio até à década de 70 quando o digital começou a se concretizar e a demonstrar que vinha para ficar. Nos anos 90 os telemóveis menores, com mais funções e praticidade ganharam um crescimento espantoso. Dali em diante, todo o cenário do Marketing digital começou a tomar forma em espaços de tempo cada vez menores, tendo tido um crescimento explosivo.

A tecnologia mudou todo o panorama no Marketing mix, principalmente as componentes place e promotion, um bom exemplo, foi o  e-commerce, que fruto da publicidade digital, multiplicou-se-se e ganhou força no mercado.   É inevitável reconhecer a importância dos esforços conjuntos entre a Tecnologia e o Marketing.

Segundo um relatório  – feito pela Harvard Business Review Analytics Service, em parceria com a Salesforce sobre os profissionais de Marketing avançado dentro do mercado B2B – 56% dos profissionais consideram a automação do Marketing necessária em todas as etapas da jornada do consumidor.

O mesmo relatório apontou que os quase 50% dos profissionais de Marketing que preferem métodos manuais, repassam informações erradas ou pouco conclusivas ao setor de vendas, sem qualquer tipo de filtro ou garantia da efetividade dos dados, em nada contribuindo para o alinhamento das duas equipas.

Check list TSMarketing – Technology, Sales and Marketing

Existem algumas práticas que devem ser planeadas e claras, de modo a  proporcionar uma convidativa e efetiva experiência ao consumidor de maneira personalizada a cada persona e conseguir abordar métricas e KPIs adequados ao longo do tempo, reunindo dados e informações corretas e reais.

Partilhamos algumas das aplicações  digitais onde a Tecnologia trabalha a favor do Marketing e consequentemente,a favor das Vendas:

  • Personalização: os Clientes querem-sentir-se diferentes, únicos e precisam ter a certeza que a empresa que escolheram, entende as suas necessidades. Nesse aspecto o SEO local pode ser um forte aliado, bem como os chatbots, devidamente configurados, e uma correta análise de dados para segmentar anúncios pagos. Se uma determinada empresa possui dois públicos diferentes, por menor que seja a diferença, esta deve trabalhar cada um deles sob as suas particularidades.
  • “Clientes na montra”: encontrar Clientes está cada vez mais fácil e isso é em parte, uma sagrada contribuição fornecida pela junção de dados feita por ferramentas como landing pages e o Google Analytics.
  • Menos é mais: uma das tendências para 2019 é um desconect do excessivo. Isso significa que as pessoas querem aceder funcionalidades digitais e resolverem tudo com a maior rapidez e no mesmo local. Menos notificações, menos mensagens, menos interrupções, menos e menos. O Omnichannel poderá ser aqui, uma excelente solução.
  • CX – Customer Experience: não há mais desculpas para um layout e para um design disfuncional e pouco efetivo: UX design, UX Writer e neuromarketing fortalecem os alicerces das funções tech.
  • Conteúdo para o funil de vendas: o conteúdo oferecido é um fator determinante na decisão de compra e na credibilidade que determinadas empresas conquistam. Algumas técnicas são aliadas: Storytellings, Vídeos – segundo a Hubspot, 73% dos profissionais de marketing B2B apontam que alcançaram um ROI positivo a partir do conteúdo de vídeo – infográficos e influenciadores – há uma infinidade de soluções digitais para encontrar os melhores influencers – e agrupá-los  por nicho, os seus números, engagment, públicos-alvo e dados no geral.
  • Automação e Remarketing: automatizar é utilizar softwares e tecnologias disponíveis para tomar decisões em escala, ganhar tempo, ganhar assertividade, qualidade e personalização. Já o remarketing é utilizar as mesmas ferramentas para nutrir a relação com os Clientes já conquistados e reduzir o custo de aquisição de novos (CAC). Exemplos? E-mail, redes sociais e Marketing de conteúdo.

Avaliando o cenário de forma geral, as estratégias e métodos unem-se com um objetivo: utilizar o melhor que a Tecnologia pode oferecer a favor do Marketing e as suas funções.

Concentre esforços, planeie estratégias de implementação e determine o tempo para medir os resultados. A probabilidade do retorno investido ser altamente positivo, será nitidamente maior e mais funcional.

Soluções em Marketing com o melhor que a Tecnologia tem a oferecer? Nós podemos ajudar!

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Post comment