tendências de marketing 2019

As 9 principais Tendências de Marketing para 2019

Todos os anos uma quantidade considerável de atualizações, ferramentas e soluções surgem no mercado da Tecnologia e do Marketing, comumente conhecidas por Tendências de Marketing. Porque a OUTMarketing não quer que perca pitada, apresentamos-lhe as 9 principais Tendências de Marketing para 2019 que a sua empresa de Tecnologias de Informação não pode perder!

Cada modelo de negócio é composto por um universo específico de objetivos, metas e percursos, o que significa que nem todas as soluções são rentáveis para todas as empresas ou marcas. Contudo, algumas tendências são mais generalistas, adaptam-se a cada realidade e para este ano as previsões vão além das velozes evoluções Tech.

As 9 principais tendências de Marketing para 2019

*Com direito a dica bônus no final!

  1. AI
  2. BIG DATA
  3. SEGURANÇA DE DADOS
  4. EXPERIÊNCIA DO CLIENTE
  5. CRO – CONVERSATION RATE OPTIMIZATION
  6. VÍDEOS VERTICAIS
  7. MICRO INFLUENCIADORES
  8. FUNIL DE VENDAS MAIS EXIGENTE
  9. ABM –  ACCOUNT-BASED MARKETING

AI

Dentro dos assuntos que estão sempre em alta no Marketing, a Inteligência Artificial domina o cenário já há alguns anos, até mesmo antes Steven Spielberg suscitar a possível existência de máquinas providas de sentimentos e levar o público ao choro e à crise existencial.

Dentro da definição de AI existe uma ampla gama de utilizações de recursos tecnológicos que necessitam ser selecionados para serem aplicados, ou seja, precisam ser passíveis de implementação, de mensuração e claro, serem rentáveis.

A pesquisa por comando de voz é uma das apostas altas das empresas como a Amazon com a assistente pessoal Alexa e a Siri da Apple para smartphones. Embora em contextos diferentes, ambos estão a revolucionar o modelo de pesquisas e a desafiar a forma como as empresas respondem a esta nova exigência do mercado.

Ainda sobre pesquisas, aplicações como a da grande retalhista chinesa Aliexpress, já oferecem pesquisas por imagens com uma qualidade de correspondência generosa, embora necessite de melhorias. Segundo o estudo feito e publicado pela Jumpshot, 62,6% das pesquisas na internet são feitas através do Google, 22,6% são pesquisas de imagem e o restante está dividido nos restantes motores de pesquisa e o Youtube por exemplo, que representa 4,3% das procuras.

Dentro do conceito de automação, os famosos chatbots marcam presença mais um ano entre as melhores soluções de AI para o Marketing. Seja no Facebook ou no Twitter, por exemplo, esses softwares de comunicação são utilizados para uma melhor interação com o utilizador online e trazem benefícios como atendimento personalizado e a qualificação dos Leads direcionando o possível Cliente para um determinado estágio do funil de vendas.

E não é preciso imaginar uma realidade “A la Black Mirror” para a AI, basta observar serviços simples como o Spotify e suas sugestões de playlist ou as recomendações de restaurantes pelo Waze.

BIG DATA

Na tradução simples, Big Data significa um volume de dados diversos que devidamente tratados, são capazes de produzir insights e auxiliar na tomada de decisões.

Também chamado de Marketing por Dados, as informações fornecidas por dispositivos móveis, portáteis, social media, portais de notícia e outras fontes, são valiosas e transparecem os esforços de uma empresa para processar dados com maior rapidez.

Em 2019 é válido aperfeiçoar os  5 V´s do Big data: ariedade, velocidade, veracidade, valor e volume. Tendo sempre em consideração a qualidade final das informações.

SEGURANÇA DE DADOS

Os utilizadores estão mais exigentes no que toca segurança e à utilização dos dados recolhidos. Com o RGPD – Regulamento Geral de Proteção de Dados,  alguns cuidados foram estabelecidos para  garantir a segurança das informações recolhidas pelas empresas tais como: a não permissão de recolha de dados de menores de 16 anos sem autorização dos pais ou responsáveis e o direito de “ser esquecido”.

Práticas éticas no processo de captação e tratamento de dados, tornaram-se uma exigência na rotina das equipas de Marketing, podendo até mesmo sofrer severas punições. Manter o utilizador informado de quais os dados que está a fornecer, como, onde e como serão tratados, é essencial. Além de transmitir credibilidade, confiança e transparência, evita possíveis problemas legais.

EXPERIÊNCIA DO CLIENTE

O ser humano de maneira geral, sente a necessidade de se diferenciar e de se sentir único e as empresas precisam entregar experiências únicas. A CX – Customer Experience, promove fidelização, ressalta o posicionamento da empresa e potencializa possíveis embaixadores da marca  ou Brand Lovers.

Dentro dessa experiência do Cliente, o Omnichannel é um forte aliado, ou seja, todos os canais da empresa devem estar conectados, deixando à escolha do Cliente como, onde e quando comunicar-se. Quando os canais de contato estão interligados, um complementa o outro quanto à experiência do consumidor, tanto online como offline.

Proporcionar experiências memoráveis no antes, durante e no após compra, é uma tomada de decisão assertiva para alcançar sucesso num futuro próximo que já começou!

CRO

Conhecido também como Marketing de conversão ou otimização por conversão, o CRO (que não  significa nenhuma sigla nova super cool para um cargo no Linkedin), existe com uma função básica: aumentar as conversões independente do objetivo do seu website ou blog para obter resultados melhores nas vendas.

Essa técnica, voltada para resultados, faz parte das etapas das estratégias de um plano de Marketing bem elaborado e retornará resultados quando o ROI for calculado.

No fundo, o CRO e a experiência do Cliente entrelaçam-se ao longo da jornada do consumidor com um objetivo muito claro: tornar o processo de venda primoroso, personalizado e dinâmico. Um fortíssimo aliado nesta tarefa é o e-mail Marketing que tem vindo a reafirmar o seu potencial nas estratégias de manutenção e fidelização de Clientes.

VÍDEOS VERTICAIS

A maior parte dos utilizadores de internet e das redes sociais, usam aparelhos Mobiles para navegar, conversar e assistir vídeos. Segundo o próprio YouTube, são visualizados mais de 1 Mil Milhões de horas de vídeo por dia na plataforma e o formato vertical nada mais é do que uma adaptação ao formato dos ecrãs dos smartphones. 

Quando o vídeo  está  na vertical, evita-se a dispersão e a visualização de bordas pretas e além da facilidade para gravar, são amigáveis nas redes sociais, como é o caso por exemplo do WhatsApp.

MICRO INFLUENCIADORES

O Marketing boca-a-boca sempre existiu e sempre foi um forte aliado na criação da reputação de um negócio. Com o auxílio da tecnologia, esse Marketing de influência foi transferido para as “estrelas sociais” que a internet tem construído e tornou-se mais poderoso do que já era. Não é preciso ser uma Kim Kardashian ou um Cristiano Ronaldo, já que o custo de investimento nessas grandes celebridades é alto e assemelha-se a publicidade em grande escala.

A tendência é circular entre os 10k e os 100k seguidores no Instagram, por exemplo. Dentro desses números, é possível dialogar com o público e criar um vínculo mais próximo e personalizado.

Além de apresentarem custos consideravelmente mais baixos para o orçamento do Marketing, o Digital Influencer é tendencialmente maior no envolvimento com o público-alvo e o conteúdo oferecido está direcionado a um nicho específico e com maior potencial de compra.

FUNIL DE VENDAS MAIS EXIGENTE

Tradicionalmente, o funil de vendas tem 3 etapas principais: topo, meio e fundo. Classificamos cada indivíduo de acordo com a realidade de compra, conhecimentos sobre o que vai comprar, exigências e outros critérios referentes à jornada do consumidor.

Mas esses mesmos futuros Clientes, quando levamos em conta o topo do funil, tornaram-se mais exigentes e questionadores. Adaptar a matriz principal do funil de vendas poderá ser uma solução positiva em 2019.

Incluir outras etapas no funil de acordo com cada realidade e classificar detalhadamente os processos, ofertas, métodos de atração e fidelização, por exemplo, pode ser uma alternativa.

Leia mais aqui: Funil de vendas – do primeiro encontro ao casamento!

ABM

O Account-Based Marketing nada mais é do que uma estratégia pré-definida do Cliente ideal baseada em contas, poupando assim tempo e esforços e ganhando assertividade nas conversões.

O ABM trabalha lado a lado com Inbound Marketing e utiliza o conceito do ICP (Ideal Customer Profile ou perfil de cliente ideal).  É possível a partir daqui, gerar uma lista pré definida de Clientes e concentrar toda a atenção neles.

Dentro da realidade dos negócios B2B, o ICP também pode ser aplicado tendo em conta algumas informações da “empresa ideal”:

  • Segmento do mercado
  • Maturidade da empresa
  • Receitas/Balanço financeiro
  • Tamanho da empresa / Número de funcionários
  • Tecnologia/softwares utilizados

E outros dados relevantes para cada objetivo. Voltamos então a um dos pontos fortes das tendências para esse ano: Produção de conteúdo de qualidade! Definir a lista ideal, produzir conteúdo de qualidade, criar a campanha e mensurar os resultados.

TENDÊNCIA BÔNUS: DETOX DIGITAL

Não menos importante, o “Detox Digital” é uma forte tendência que grandes marcas como a Apple e o Instagram  já estão a reconhecer e a trabalhar em busca de uma solução.

O desafio aqui mais que dobra, multiplica-se. Empresas e marcas precisam ser mais assertivas na comunicação, gerando menos notificações, menos alertas, menos mensagens, menos, menos e menos… O cérebro humano tende a sentir-se confuso e cansado quando há excesso de informações para serem processadas.  2019 pede minimalismos em diversos aspectos: do design as informações. Menos é mais.

O seu negócio já está pronto para escalar e sair na frente em 2019? Contacte-nos para que juntos possamos ver como a OUTMarketing o pode ajudar.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Post comment